segunda-feira, 31 de julho de 2017

2017. NOVA TABELA SALARIAL DOS TRABALHADORES DO COMPLEXO FORD. 62 O TETO AGORA É R$ 3,150,03

"COM COMPETÊNCIA NA NEGOCIAÇÃO, CONSEGUIMOS HOJE QUE O SALÁRIO INICIAL DE UM TRABALHADOR OPERADOR 62 SEJA R$ 1.678,21 (UM MIL SEISCENTOS E SETENTA OITO REAIS E VINTE E UM CENTAVOS) GARANTINDO O CRESCIMENTO E EVOLUÇÃO CHEGANDO AO TETO DE R$ R$ 3.150,03 (TRÊS MIL CENTO CINQUENTA REAIS E TRÊS CENTAVOS)". DIZ JÚLIO BONFIM PRESIDENTE DO SINDICATO DOS METALÚRGICOS. SOMOS UM SINDICATO QUE FAZ A DIFERENÇA NA EMPREGABILIDADE E NO BOLSO DO TRABALHADOR SOMOS CTB (CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL) CHAPA 1!

O REAJUSTE DOS SALÁRIOS NO COMPLEXO FORD NESSE ANO DE 2017 SERÁ DE 3,07% (TRÊS VIRGULA ZERO SETE POR CENTO),  ONDE A INFLAÇÃO DO PERÍODO DOS ÚLTIMOS 12 MESES COM REFERENCIA O MÊS DE JULHO MEDIDA PELO INPC/IBGE 2,55%.

OS METALÚRGICOS CONSEGUIU 0,5% DE AUMENTO REAL E MAIS ABONO DE R$ 3.692,16 (TRÊS MIL, SEISCENTOS E NOVENTA E DOIS REAIS E DEZESSEIS CENTAVOS) O MAIOR REAJUSTES JÁ PAGO COM ABONO NO PAÍS EM PERÍODO DE CRISE, ACORDO FEITO COM O SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI (CHAPA 1) FILIADO À CTB. 


ESSA TABELA SALARIAL FOI UMA CONQUISTA DA DIRETORIA DO SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI (CHAPA 1 FILIADA À CTB) JUNTO COM TODOS OS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO COMPLEXO FORD. 
WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
62
R$ 1.678,21 (6 meses) R$ 1.778,93 (6 meses) R$ 1.885,64 (6 meses) 
R$ 1.997,50 (6 meses) R$ 2.118,89 (8 meses) R$ 2.245,83 (8 meses) 
R$ 2.403,06 (8 meses) R$ 2.571,26 (8 meses) R$ 2.751,24 (8 meses) 
R$ 2.943,84 (8 meses) R$ 3.150,03
WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
63
R$ 2.245,83 (6 meses) R$ 2.358,13 (6 meses) R$ 2.476,03 (6 meses) 
R$ 2.630,74 (6 meses) R$ 2.729,83 (8 meses) R$ 2.866,32 (8 meses) 
R$ 3.009,65 (8 meses) R$ 3.160,12 (8 meses) R$ 3.349,73 (8 meses) 
R$ 3.550,69 (8 meses) R$ 3.763,76 
WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
64
R$ 2.866,32 (6 meses) R$ 2.995,30 (6 meses) R$ 3.130,10 (6 meses) 
R$ 3.270,96 (6 meses) R$ 3.418,14 (8 meses) R$ 3.572,12 (8 meses) 
R$ 3.732,70 (8 meses) R$ 3.900,68 (8 meses) R$ 4.076,22 (8 meses) 
R$ 4.259,64 (8 meses) R$ 4.451,31
WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
65
R$ 3.571,96 (6 meses) R$ 3.732,70 (6 meses) R$ 3.900,67 (6 meses) 
R$ 4.076,22 (6 meses) R$ 4.259,64 (8 meses) R$ 4.451,31 (8 meses) 
R$ 4.651,64 (8 meses) R$ 4.860,95 (8 meses) R$ 5.079,70 (8 meses) 
R$ 5.308,61 (8 meses) R$ 5.547,17
WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
66
R$ 4.651,36 (6 meses) R$ 4.860,68 (6 meses) R$ 5.079,40 (6 meses) 
R$ 5.307,98 (6 meses) R$ 5.546,84 (8 meses) R$ 5.796,44 (8 meses) 
R$ 6.057,28 (8 meses) R$ 6.329,86 (8 meses) R$ 6.614,71 (8 meses) 
R$ 6.912,36 (8 meses) R$ 7.223,44

WhatsApp do Sindicato 071 99654-1751 para fazer sua denúncia! 
FONTE: STIM CAMAÇARI  FILIADO À CTB CHAPA 1.
31/07/2017 

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Violência sem limites na RMS!!!


A família metalúrgica perde mais um integrante para a violência.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Lear aplica calote nos trabalhadores. Sindicato consegue marcar mediação para dia 3 de agosto

O Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari solicitou mediação do Ministério Público do Trabalho para tentar uma saída para a situação na Lear. E foi atendido. A reunião de mediação foi confirmada para o dia 3 de agosto, às 11h.
A empresa, que deixou recentemente o Complexo Ford, está colocando dificuldades para fazer o pagamento da indenização, ou pagamento salarial, dos funcionários B94 e da cláusula 37 da Convenção Coletiva. 
A Lear segue enrolando nas negociações e parece contar com a conivência da Ford, que é responsável também pela situação, como co-participante. 
Caso não haja entendimento nas negociações, mobilizações podem ser organizadas na montadora como forma de protesto ao calote aplicado nos trabalhadores. A Lear e a Ford precisam assumir a responsabilidade com os funcionários.

26/07/2017

Aprovação da reforma trabalhista é parte do golpe, mas não diminui a luta

A provação da Reforma Trabalhista no Congresso Nacional, esta semana, representa um duro golpe e ataque contra a classe trabalhadora. Mas, isso não diminui a força e a responsabilidade dos movimentos sociais de se unirem ainda mais, junto com a população, para continuar ocupando as ruas do país contra o perverso programa de reformas do governo ilegítimo e corrupto de Temer.
A Reforma Trabalhista, assim como a Previdenciária, é parte do golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff, mergulhando o país num sistema de governo bancado pelo capital financeiro e econômico do Brasil, dos grandes empresários. 
 O objetivo das reformas é claro: arrochar ainda mais a classe trabalhadora, retirando direitos trabalhistas e previdenciários, e calar a sua voz, que são os sindicatos, que representam o trabalhador nas negociações.
 Em demonstração de unidade, as principais centrais sindicais do país, como a CTB, assinaram uma nota onde condenam as reformas cruéis contra os trabalhadores e reafirmam fortalecimento das mobilizações contra os ataques do governo golpista de Temer.
 “Essas reuniões confirmam a unidade das centrais na luta em defesa dos direitos da classe trabalhadora e na elaboração de um plano de ação para o próximo período que tenha por centro o fortalecimento do movimento sindical e a defesa dos direitos sociais e trabalhistas”, afirmou o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo.

26/07/2017

Reconhecimento e valorização das conquistas no Complexo Ford


O chão de fábrica tem conquistado uma série de avanços fundamentais no Complexo Ford, tanto na preservação e geração de postos de trabalho, quanto no fechamento de acordos econômicos que garantem aumento real de salários e crescimento nos ganhos do abono, PLR e tíquete alimentação, entre outros benefícios. 
E o reconhecimento do trabalho do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari vem através até das redes sociais. Os trabalhadores têm utilizado os aplicativos para reconhecer e valorizar essas ações e acordos, alcançados mesmo em momentos críticos, como o Brasil atravessa, com crise política e econômica.
Basta rever os principais acordos conquistados pelo Sindicato no Complexo Ford. Através da  luta e habilidade nas negociações, a entidade conseguiu construir alternativas para impedir demissão em massa, como no caso da implementação do lay off, que preservou mais de 800 postos de trabalho na montadora, no ano passado. A reativação do terceiro turno, no começo deste ano, também é outro exemplo vitorioso em relação à empregabilidade. 
Recentemente, o Sindicato ainda conquistou a criação de 160 novas vagas de emprego no Complexo Ford, resultado do comprometimento da entidade com a geração de empregos, apesar das dificuldades criadas pelo mercado.  
Já o acordo fechado por dois anos assegurou avanços importantes, como aumento real de salários e nos ganhos da PLR, abono e tíquete alimentação, com percentuais acima da inflação, ajudando a recompor o poder de compra do trabalhador. Esse acordo permitiu uma maior tranquilidade aos trabalhadores, já que durante esse período garantiu as conquistas econômicas mesmo diante da crise. 
Para o presidente do Sindicato, Júlio Bonfim, as postagens nas redes sociais refletem o trabalho vitorioso desenvolvido pela entidade. “Nós sabemos da nossa responsabilidade e por isso ficamos muito contentes por todo o reconhecimento e gratidão expressados pelos trabalhadores na internet, pois pessoalmente isso ocorre, como mostram as assembleias sempre lotadas, com todo mundo mobilizado. Isso prova que estamos conduzindo a categoria por um caminho de vitórias e avanços, na geração e preservação do emprego e também nos ganhos econômicos e sociais”, diz Júlio Bonfim, presidente do Sindicato. 

24/07/2017

CONVOCAÇÃO PARA PAGAMENTO DE PROCESSOS AUTOMETAL, FORD, PAQ SERVICE E PROTÓTIPO

SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI CONVOCA TODOS OS TRABALHADORES ABAIXO RELACIONADOS A COMPARECEREM NA SEDE DO SINDICATO NOS DIAS 25 E 26 DE JULHO, DAS 8:30HS AS 12:00HS E DAS 13:30HS A 16:30HS LEVANDO CÓPIAS DO RG, CPF E CARTÃO DO BANCO PARA QUE, POSTERIORMENTE, SEJAM EFETUADOS OS PAGAMENTOS DO PROCESSO 60300-45.2009.0131, 1206-59.2015.0131, 638-11.2013.0132 E 974-14.2010.0134 REFERENTE ÀS AÇÕES COLETIVAS AJUIZADAS PELO SINDICATO.
QUEM TIVER CONTA NA CAIXA ECONÔMICA NÃO PAGARÁ OS CUSTOS DE TRANSFERÊNCIAS (DOC OU TED).

AUTOMETAL
GILVAN OLIVEIRA SANTANA
JANDIR JORGE DE JESUS GOMES
LEANDRO SANTOS DE SENNA
SERGIO HENRIQUE G DE SILVA
VANDERLEY FERREIRA S JR
LUIZ HENRIQUE ROMEU
MARCOS CEZAR COSTA
GIRLENE AZEVEDO DE SOUZA

FORD
LUIS ANTONIO DOS SANTOS
WAGNER BATISTA GOMES
WILSON SOUZA DA SILVA
MARIA INOCENCIA GONZAGA

PAQ SERVICE
IVANILSON DE ARGOLO
 MARCOS DOS SANTOS MARCENIO

PROTÓTIPO
PABULO LIMA DOS SANTOS
PAULO DANTAS DE OLIVEIRA
PAULO VIERIRA DOS SANTOS
RERINALDO GONZAGA DA SILVA
ROMISSON DE JESUS SANTIAGO

24/07/2017

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Unegro completa 29 anos de luta por uma sociedade livre do racismo


A CTB parabeniza pelos 29 anos da  União de Negros pela Igualdade (UNEGRO), entidade criada em 1988 um ano muito importante, onde o nosso país preparava a sua constituição, com isso veio para combater o racismo e toda forma de discriminação e opressão racial.
A UNEGRO vem durante esses 29 anos se firmando no cenário nacional como uma instituição consciente que vem se destacando cada vez mais no combate ao racismo, a UNEGRO participou de todos os processos político vivido pelo Movimento Negro Brasileiro, tornando-se uma das principais interlocutoras do movimento negro brasileiro.
De 1988 até hoje, a UNEGRO juntamente com as centrais sindicais e toda população se fez presente nas grandes lutas do movimento negro brasileiro, travadas contra o racismo e nas duras batalhas cotidianas que incansavelmente a negritude brasileira tem vencido para que tenhamos um país justo e sem racismo.
Parabéns a UNEGRO!
Parabéns aos unegrinos e unegrinas!
Parabéns ao movimento negro brasileiro!


COMEMORAÇÃO
A solenidade de aniversário será realizada hoje, 14 de julho, às 18 horas, no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador (Praça Thomé de Souza).
 Durante o evento acontecerá também o ato de posse da nova diretoria da entidade.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Forró no Metal Clube reúne mais de 8 mil trabalhadores numa grande festa

VEJA OS VÍDEOS!


O Metalclube abriram os portões no fim da tarde para receber os mais de sete mil metalúrgicos que participaram da festa. A estrutura, como era de se esperar, estava impecável e foi pensada para transformar o lugar num verdadeiro arraiá. 
Esse ano, o Sindicato melhorou mais ainda o MetalClube para São João: Quadrilha junina "Unidos Venceremos", Segundo palco "Espaço caramanchão"; o espaço infantil, onde foi montado um parquinho com diversos brinquedos no campo de futebol, cabine de fotos, ampliação das áreas de bebidas. 
A banda Virado no 70, formada também por metalúrgicos, mesclou xote com forró universitário e agradou os colegas. Logo em seguida, Filé de Camarão, banda local, deu continuidade ao arrastá pé. 
A cultura nordestina e o forró autêntico prevaleceram no Metal Clube, no sábado (17/06), em Jauá. Com o espaço lotado, Edy Xote fez todo mundo dançar ao som de músicas consagradas como eu sou o forró, caboclo sonhador, e não me deixe, no tradicional Forró dos Metalúrgicos.
Para Edy Xote, é fundamental resgatar a essência do São João e preservar as raízes do nordeste. "Nós temos uma cultura muito linda e não existe nada melhor do que cantar e reafirmar a importância do nosso povo através do forró", assegurou o artista. O evento foi organizado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari.

BREVE GALERIA DE FOTOS DO SÃO JOÃO DOS METALÚRGICOS 2017! 



Compartilhe em suas redes sociais

Twitter Orkut Facebook Digg Stumbleupon Favoritos Mais